Festival Clímax – Vamos direto ao ponto?

Festival Clímax

 

Em 26 de novembro, começou mais uma rodada de duas semanas de negociações da ONU sobre mudanças climáticas, a CoP-18, em Doha, no Qatar. Pensando em aproximar as pessoas da temática do aquecimento global, as organizações da sociedade civil 350.org Brasil e Change Mob realizam o “Festival Clímax – Vamos direto ao ponto?” para mostrar que as mudanças climáticas já fazem parte do nosso cotidiano.

O evento acontecerá na Câmara Municipal de São Paulo, na Matilha Cultural e na Viração, entre os dias 5 e 9 de dezembro, com exibição de filmes, realização de oficinas e rodas de conversas sobre temas relacionados ao aquecimento global e nossas vidas.

“É muito importante chamar atenção para a realidade das mudanças climáticas enquanto representantes de governos do mundo inteiro estão reunidos no Qatar. As pessoas estão ligando os pontos e percebendo que a mudança do clima já está afetando suas rotinas, seja pelo desconforto e impactos na saúde com dias com recorde de temperaturas altas em determinada região, seja perdendo suas casas por causa de uma tempestade atípica, cada vez mais frequente. Precisamos agir local e rapidamente, pois os negociadores parecem ignorar a urgência e a dimensão do problema que estamos enfrentando”, disse Paula Collet, coordenadora da 350.org Brasil.

O Clímax tem dois objetivos principais: aproximar mais pessoas da temática e unir as diversas organizações que trabalham com o tema para criarem soluções conjuntas. É importante compreender os impactos do clima na produção de alimentos, na mobilidade, no dia-a-dia das mulheres e a importância das mudanças climáticas como um tema prioritário na governança local das cidades do nosso país.

“O Festival também será uma celebração do trabalho de uma série de organizações da sociedade civil que têm realizado ações em prol da mitigação e adaptação climática na cidade de São Paulo”, afirma João Scarpelini, fundador da Change Mob.

Mais informações e programação atualizada aqui

 

***Veja a Programação do Festival Clímax – Vamos direto ao ponto?

05/12 (Quarta-feira) Tema do dia: Soluções Locais

Local: Sede da Revista Viração (Rua Augusta, 1239)

11:30 – 14:00 – Oficina de Fogão Solar com Greenpeace

Local: Câmara Municipal (Palácio Anchieta – Viaduto Jacareí, 100 – Bela Vista)
19:00 – 22:00 – Roda de conversa sobre soluções locais
Convidados:
Aline Cavalcante – Bike Anjo
Ariel Kogan – Rede Nossa São Paulo
Gabriela Alem – Ativista
Gilberto Natalini – vereador
Luiz de Campos Jr – projeto Rios e Ruas
Ricardo Young – vereador eleito

06/12 (Quinta-feira) Tema do dia: Alimentação e Consumo

Local: Sede da Revista Viração (Rua Augusta, 1239)
14:30 – 17:00 – Oficina de Estêncil com Komuniki

Local: Matilha Cultural (Rua Rêgo Freitas, 542)
19:00 – Exibição do Filme: Uma Verdade Mais Que Inconveniente / Meat The Truth
20:20 – Roda de conversa sobre alimentação e consumo
Convidados:
Ana Zilda Coutinho – agricultora
Guilherme Carvalho – Sociedade Vegetariana Brasileira
João Paulo Amaral – Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC)
Nicole Figueiredo de Oliveira – Humane Society Internacional
Nina Best – Vitae Civilis

07/12 (Sexta-feira) Tema do dia: Gênero e Mudanças Climáticas

Local: Sede da Revista Viração (Rua Augusta, 1239)
15:00 – 17:00 – Oficina para criação de Blog com Escola de Notícias

Local: Matilha Cultural (Rua Rêgo Freitas, 542)
19:00 – CURTAS – Weathering Change / 5 Mulheres que fazem a diferença
19:30 – Roda de conversa sobre gênero e mudanças climáticas
Convidados:
Bárbara Lopes – Blogueiras Feministas
Barbara Gonçalves – Vitae Civilis
Gabriela Veiga – artivista
João Felipe Scarpelini – 350.org e Change Mob
Sulália de Souza – Reciclaangela

8/12 (Sábado) Tema do dia: Ativismo

Local: Matilha Cultural (Rua Rêgo Freitas, 542)
18:00 a 18:30 – CURTAS – Weathering Change / 5 Mulheres que fazem a diferença
18:30 a 19:40 – Uma Verdade Mais Que Inconveniente / Meat The Truth
20:00 a 21:30 – Vai lá é faz / Just do It

9/12 (Domingo)
Local: Matilha Cultural (Rua Rêgo Freitas, 542)
19:00 a 21:00 – Just Do It + Curtas: Weathering Change / 5 Mulheres que fazem a diferença
SINOPSES: 

FILME: Vai lá e Faz / Just do It 
Dir: Emily James
País/Ano: UK / 2011
Duração: 90 min
Classificação: 12 anos
Durante um ano repleto de acontecimentos, foi permitido a Emily James o acesso sem precedentes para filmar o mundo secreto do ativismo ambiental de ação direta. Dois anos mais tarde, Just Do It – um conto de modernos bandidos chega às grandes telas do mundo.
Emily James passou mais de um ano participando em grupos de ativistas, como o Climate Camp e Plane Stupid para documentar suas atividades clandestinas, em condições adversas, capturou mais de 300 horas de filmagem. Essa filmagem foi carinhosamente criada, moldada, por Emily e pelo editor James por mais de um ano para chegarem no resultado que pode ser visto agora no cinema.
O filme é uma história de pessoas que lutam pelo que acreditam e que se fazem serem ouvidas. Era uma história que precisava ser contada sem as limitações criativas de modelos tradicionais de produção ou o controle editorial de grandes investidores. E foi assim que Just Do It – um projeto totalmente independente – nasceu.

FILME: Uma Verdade Mais Que Inconveniente / Meat The Truth
Países Baixos / 2008
Duração 74′
Classificação: 12anos

Sinopse: Documentário feito pelo “Partido dos Animais” da Holanda. É a resposta ao “An Inconvenient Truth” do Al Gore, que trata de algumas das causas do aquecimento global, poluição e males afins, mas deixa a questão da pecuária de lado (por motivos políticos). A pecuária é a maior responsável por essa devastação. O mais interessante neste vídeo, é que ele nos alerta para o fato de que 18% das emissões de gases no mundo são causados pela pecuária, enquanto 13%, são causadas pelos transportes! Carros, tratores e aviões causam menos efeito que a pecuária, e muita gente não acredita, ou nem sabe disto, ou não imagina que o impacto seja tanto.

 

SESSÃO CURTA METRAGENS

Weathering Change 
O filme nos leva a Etiópia, Nepal e Peru para ouvir as histórias de quatro mulheres, que lutam para cuidar de suas famílias, enquanto enfrentam perdas de colheitas e escassez de água. Como a população mundial atinge 7 bilhões em 2011, o filme mostra como as mulheres e as famílias já estão adaptando aos desafios ambientais que ameaçam a sua saúde e os seus meios de subsistência.

Weathering Change documenta como o planeamento familiar, a educação das meninas, agricultura sustentável e conservação ambiental são parte da solução. O filme chama para a expansão ao acesso à contracepção e capacitação das mulheres para ajudar as famílias e as comunidades se adaptar aos efeitos da mudança climática.

5 Mulheres que fazem a diferença
O vídeo 5 Mulheres que fazem a diferença aborda a questão da percepção das mudanças climáticas em ambientes urbanos. Além disso, mostra a experiência de 5 mulheres que buscam no seu estilo de ser/estar/viver uma alternativa ao modelão predador da natureza ou desconectado da relação de dependência com o Planeta.

Advertisements

Some barefeet inspiration…

Continuing with my posts about the wonderful treasuries of Africa… I want to share a little inspiration from Zambia today.

In my two years working with UNICEF in that country, I had the incredible pleasure of coming across a series of special people, and learn a bit more about their work and passion, constantly feeling re-charged with inspiration to continue my own work.

Some of those people I’ve been luck to come across and meet were Adam McGuigan, Tobias TemboTaonga Tembo, Ndala Bukola, Felix Chali, Michael and John Chanda and others that are part of an amazing group called Barefeet Theater Company..

Barefeet started as a few workshops with children living on the streets of Zambia but along the years has grown into one of the most exciting and inspiring projects I’ve personally came across!

They use Arts (theater, music, dance, etc) to inspire, empower and transform lives in Zambia, working with street kids from across the country, trying to build their confidence, and enable them to express themselves and to engage in building a better community.

But as an image speaks for thousand words… I would like to invite you to loose your shoes, and enjoy a bit of barefeet inspiration!

I guess there is no doubts that Africa has many treasures to be discovered still, but more than anything, we definitely have lots and lots to learn from incredible people like the Zambian Barefeet team!

If you want to learn more about the project, check http://www.barefeettheatre.org/

Time to pay back! Support Radi-Aid for Norway!!!

Video

Brilliant campaign!!!

Imagine if every person in Africa saw the “Africa for Norway” video and this was the only information they ever got about Norway. What would they think about Norway?

If we say Africa, what do you think about? Hunger, poverty, crime or AIDS? No wonder, because in fundraising campaigns and media that’s mainly what you hear about.

The pictures we usually see in fundraisers are of poor African children. Hunger and poverty is ugly, and it calls for action. But while these images can engage people in the short term, we are concerned that many people simply give up because it seems like nothing is getting better. Africa should not just be something that people either give to, or give up on.

The truth is that there are many positive developments in African countries, and we want these to become known. We need to change the simplistic explanations of problems in Africa. We need to educate ourselves on the complex issues and get more focus on how western countries have a negative impact on Africa’s development. If we want to address the problems the world is facing we need to do it based on knowledge and respect.

For more information check http://www.africafornorway.no

VAI – Quebrando o Silêncio!

Hoje rolou no SESC Belenzinho a última apresentação do Espetáculo “Vai” (adaptação do romance Push de Sapphire – q mais tarde virou o filme Preciosa) produzido pela Companhia MC Theater da Holanda para os alunos da Escola Estadual Professor Loureiro Junior, na Zona Leste de São Paulo.

Realmente hoje foi um dia especial! Alguma coisa mágica estava no ar, e a reação da platéia nessa peça que é super participativa foi indescritível. Saí do teatro com a certeza de que a arte tem um papel incrível de transformar a vida das pessoas.

Sem dúvida, eu saio deste projeto transformado!

Não apenas pelo espetáculo incrível, mas também pela semana de oficinas na escola que antecederam o espetáculo, justamente pra preparar os alunos para o espetáculo.

Mas se você ainda não viu, não se preocupe! Ainda dá tempo de assistir as duas ultimas apresentações dessa montagem que serão aberta ao público!

Vale conferir: http://www.sescsp.org.br/sesc/programa_new/mostra_detalhe.cfm?programacao_id=230933

VAI (HOL)SESC Belenzinho
Dia 3/11, sábado, às 17h. Dia 04/11, domingo, às 15h.
Peça baseada no premiado romance homônimo (“Push”, em inglês), da poeta de hip-hop Sapphire. Conta a história de Preciosa, uma adolescente analfabeta e vítima de abuso e maus tratos. Depois de ficar grávida do próprio pai pela segunda vez, se vê obrigada a deixar a escola. Preciosa muda para uma escola alternativa onde, com a ajuda de uma professora dedicada, aprende a ler e escrever. Conforme é alfabetizada, passa a assumir as rédeas da própria vida, e descobre o poder das palavras, desenvolve novos laços afetivos, e melhora sua auto-estima. Vai trata da questão da autonomia na adolescência por meio do exercício da escrira, e traz questões como analfabetismo, mães adolescentes e incesto para o centro da cena e reflexão do público. Parte de um projeto educacional mais amplo, já passou por outros países e inspirou documentário realizado pela cineasta Nina Jurna. Com MC Theater Holanda). Adaptação teatral Mariëlle van Sauers. Direção de Marjorie Boston. Elenco: Mariëlle van Sauers, Marjorie Boston, Jennifer Sint Jago. Projeto educativo de Johan van Aalst. Sala de Espetáculos I. Duração: 1h de espetáculo, seguido de 1h de debate aberto ao público.Não recomendado para menores de 14 anos.

R$ 8,00 [inteira]
R$ 4,00 [usuário matriculado no Sesc e dependentes, aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante]
R$ 2,00 [trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes]

Orgulho imenso de fazer parte deste projeto.. and bedanken for the entire MC Theater crew.. you guys are inspiring and amazing!

Chegou a hora de dançar por um mundo melhor!!!

Image

Galera, hoje é dia de dançar por uma ótima causa!!!

O projeto Escola de Bambu mais uma vez apresenta a II Festa Bambuzeira, parar bailarmos em busca da construção de uma escola na África!

A Festa Bambuzeira está de volta! Agora com mais um DJ e mais uma banda, terminando um pouquinho mais tarde!

Sem dúvidas, este é o jeito mais divertido de ajudar!!!!
Com DJ Faga, DJ Peetssa, Banda Fuleragem, Calendário MaiaNão pode perder não!!!
Começa as 21hrs na Rua João Moura, 1175 em Pinheiros!!!

Nos vemos por lá!

#Sexify Mobility… to celebrate the mobility week!

It’s almost Car-Free Day.. and lots of different things are happening around the city..

But particularly to celebrate this mobility week.. I came across this super sexify video promoting public transportation in Sweden!!! (make sure you watch with the english subtitles!)

Obviously this makes a clear point, that awareness raising can (and must!) be fun, engaging and sexy, as much as it is to change the world!

To follow this post, some awesome creative ideas you can also help spreading out there:

Post 2015 – Opportunity to shape the world we want!

The MDGs deadline is around the clock, and the debate on what’s next is at full speed! You should also be part of this debate, and help in shaping the Post 2015 agenda!!! Worth checking out the video:

So you can learn more about the role of children  and youth in this process, the importance of ensuring a much stronger rights perspective to the discussion and the goals, as well as to understand the different ways you can get involved!

The debate is only starting and really, it’s crucial that we all join this process and help to build the world we want!

Also super worth checking http://www.worldwewant2015.org/and http://beyond2015.org/ to join the debate!!!

Genero & Mudanças Climáticas – Debate em Brasília

Galera que está ou estará em Brasilia semana que vem!!!
Queria aproveitar e convidar a todos para uma super atividade da Change Mob (www.change-mob.org) e Griô Produções que vai rolar em Brasília.

 

Mudanças climáticas são uma questão de gênero?

Filme Weathering Change, da ONG Population Action International, mostra como as mudanças climáticas afetam homens e mulheres de forma diferente. Projeção do filme para representantes políticos, em Brasília, será seguida de debate.
“A vida de uma mulher é difícil, e as mudanças climáticas estão tornando-a ainda mais difícil”, diz Aregash Ayele, 32 anos e seis filhos, moradora de uma comunidade rural na Etiópia. Por conta das mudanças no padrão das chuvas, as plantações estão enfraquecidas, e os homens precisam migrar para outros locais em busca de sustento. O peso de cuidar da plantação, da casa e das crianças recai sobre mulheres como Aregash.
Esses são alguns dos efeitos que o aquecimento global causa na vida de muitas famílias. As alterações no clima já são sentidas em diversas partes do globo, e não afetam as pessoas da mesma forma, principalmente em países em desenvolvimento, como a Etiópia e o Brasil.
Para mostrar o papel que tem o gênero nesse cenário, a ONG Population Action International (P.A.I.) lança o filme Weathering Change, que trata dos efeitos das mudanças climáticas nas famílias e de como o planejamento familiar, a educação das crianças e a agricultura sustentável ajudam as comunidades, em especial as mulheres, a se adaptarem às mudanças. Com a população mundial beirando 7 bilhões de pessoas, é preciso aumentar o acesso à contracepção e dar recursos para que homens e mulheres consigam lidar com o que vem por aí. O filme conta a história de quatro mulheres de diferentes países e de como as mudanças no clima estão afetando suas rotinas.
O filme Weathering Change será exibido em Brasília em uma sessão especial para os representantes políticos, no dia 22/05/2012, às 17h30, no Plenário 3 do Anexo II da Câmara dos Deputados. Após o filme, que dura cerca de 14 minutos, haverá um debate entre políticos e especialistas. O filme e o debate são uma preparação para a conferência Rio+20. Haverá posteriormente exibições públicas em São Paulo e no Rio de Janeiro. Mais informações podem ser acessadas no site http://www.generoemudancasclimaticas.org
O filme Weathering Change será exibido em Brasília, em uma sessão especial para os representantes políticos; em São Paulo, em uma sessão para jornalistas e blogueiros; e no Rio de Janeiro, em uma sessão para ativistas e empreendedores sociais. Após o filme, que dura cerca de 14 minutos, haverá debates entre os participantes e os especialistas. O filme e o debate são uma preparação para a conferência Rio+20. Haverá posteriormente exibições públicas em São Paulo e no Rio de Janeiro.
Para maiores informações visite o site do projeto: http://www.generoemudancasclimaticas.org/

Miss Representation!

Miss Representation explores women’s under-representation in positions of power and influence and challenges the limited and often disparaging portrayals of women in media.

The film Miss Representation exposes how American youth are being sold the concept that women and girls’ value lies in their youth, beauty and sexuality. It’s time to break that cycle of mistruths.

In response we created MissRepresentation.org, a call-to-action campaign that seeks to empower women and girls to challenge limiting media labels in order to realize their potential.

We are uniting individuals around a common, meaningful goal to spark millions of small actions that ultimately lead to a cross-generational movement to eradicate gender stereotypes and create lasting cultural and sociological change.

Find a screening: missrepresentation.org
Join the movement: facebook.com/missrepresentationcampaign
Spread the word: twitter.com/representpledge

A drop of inspiration! Make THE difference!

If you want to change the world.. but never really know how to start.. feel overwhelmed about all the challenges and difficulties you know you will have to come across..  please check out this little inspiring video…. and learn that all you have to do.. is to start small!

This film is based on a true story. In 1986 a football team that lived on a little island in the south of Thailand called “Koh Panyee”. It’s a floating village in the middle of the sea that has not an inch of soil. The kids here loved to watch football but had nowhere to play or practice. But they didn’t let that stop them. They challenged the norm and have become a great inspiration for new generations on the island.