You need? Or you think you need?

Sad truth behind the bottle water market!

Advertisements

Algumas cervejas e outros goles de inspiracao…

Haha, este titulo, por si soh me faz rir, um post sobre cafe, o seguinte sobre cerveja… Isso aqui esta mais parecendo um menu de buteco, o que nao deixa de ser uma delicia! Eh justamente nesse clima “blog-bar” que eu quero manter este espaco, um lugar tranquilo e informal, para receber amigos e trocar umas ideias….

Alias, galera, se apropriem! Sintam-se em casa… puxem a cadeira, sentem, leiam, reflitam, deixem comentario, pode falar o que pensa… isso aqui eh um espaco para amigos, este eh nosso “buteco virtual”.

Foi justamente nesse clima de “great little bar”, que eu tive o prazer de encontrar com um dos meus grandes herois.

A uns tempos atras, quando estava voltando ha Inglaterra inclusive de uma viagem louca para a Italia, conversava com a Erika Kobayashi no telefone (praticamente um help-line!), quando ela me perguntou quem eram os meus idolos?

Haha… tenho certeza que a sua cara agora foi justamente de “WHADDAFUCK!?” – estavamos nos em uma conversa normal “das nossas”, que agora, soh vai fazer sentido mesmo pra nos dois mesmo.

Mas enfim. Aquela pergunta ficou na minha cabeca… quem eram meus idolos? Minhas fontes de inspiracao? Nao apenas isso, mas na mesma linha auto-reflexiva, porque? Porque tal pessoa ou personagem me inspira? Aonde eles me influenciam? Quem sao meus “modelos” e porque? Qual o reflexo desta pessoa em quem eu sou!?

No dia seguinte comecei a minha busca pelas minhas influencias… Nao apenas quem me influencia, mas porque me influenciam???

Para comecar, fiz uma listinha…nada fechado, uma lista muito organica, muda a todo tempo, cresce, diminui, enfim… eh esta em constante (des)(re)construcao… mas o simples fato de ter uma lista (ou uma tentativa dela!) eh uma estrategia boa, e ajuda a saber por onde comecar! Uma vez que a lista eh feita, eh soh voce estudar cada um, tentando entender mais aquela pessoa….

Desde entao, tenho me dedicado a entender os porques…. me apaixonei pelas biografias… Soh as de Gandhi (um dos primeiros da lista) foram mais de seis biografias, uma “auto-biografia”, mais de quinze sites especializados, tres filmes, conversas com pessoas que conheceram ou trabalharam com ele e ate copia dos diarios manuscritos do maluco eu descolei emprestado com uma amiga que ganhou o livro com dedicatoria assinada pela esposa!!!

Um parentese especial para dizer que esta re-descoberta de Gandhi na minha vida teve um sabor especial, passei a admira-lo ainda muito mais! Porem, agora, nao apenas por ele ter sido um homem de bem, que manteve suas verdades e disse frases bonitas… mas sim pela sua trajetoria, noites na cadeia, fome e dificuldades, suas estrategias bem tracadas, sua verdade consigo mesmo… as frases bonitas, tambem, ele era um sabio, que soube colocar suas palavras para se fazer entendido… depois de tudo que estudei sobre meu “idolo” soh tenho a dizer que o Gandhi foi realmente “do caralho!” – eu evitaria esse palavriado em um post normal, mas considerando que estamos num blog-bar, nao consegui pensar em nada para substituir a altura. – recomendo absurdamente um estudo aprofundado sobre Gandhi!

Mas enfim… nesta lista de influencias, os espacos nao sao reservados para grandes nomes apenas… pelo contrario, percebi que as reais influencias vem de pessoas que na verdade estao proximas a mim, ou as vezes nem tao proximas, mas que despertam minha admiracao.

O trabalho com estes eh mais dificil, a “obra” destas pessoas ainda nao esta acabada, e na maioria das vezes, nao existem sites, nem biografias sobre elas… mas essa pesquisa (quase que uma escavacao!) eh otima para repensar justamente porque estas pessoas sao uma influencia para mim, e ate mesmo se esta eh uma influencia positiva, ou nao! Isso tudo eh um processo longo e complexo, mas importante para a construcao de quem eu sou.

Como ja expliquei no ultimo post, essa vinda a Roma faz parte de um grande momento meu, de auto-reflexao e outros tantos questionamentos… fase de me encontrar comigo mesmo, e com o que eu quero pra mim. A comecar pelo resgate da minha cidadania italiana, minha retomada pela escrita, entre muitas outras pequenas transformacoes que fazem parte desta minha “nova fase”.

A escolha por Roma em si, nao poderia ser atoa, esta cidade eh no coracao da Italia, e bem centralizada no mapa. Eh um otimo ponto para parar e descansar no caminho de qualquer lugar… isso faz com que meu pequeno (e muito aconchegante!) flat se torne pratiamente um “must see” para amigos que estao em transito por estas bandas.

Em duas semanas, ja rolaram quatro “grandes encontros” pra mim, uma coincidencia no metro, outro acaso na balada, uma decepcao premeditada e o ultimo, ah o ultimo foi bem especial, tanto que da origem a este post de hoje.

Estava checando minhas “redes sociais” na internet (alias, meu Orkut declarou guerra ao meu computador e soh consigo acessar de outras maquinas!)… quando vejo uma mensagem de um dos caras que estava na minha listinha de herois. Este mesmo cara estava vindo para a premiacao do Nobel da Paz, que por coincidencia foi semana passada aqui em Roma, e gostaria de sentar para conversar.

Nos nos “conhecemos” virtualmente a bastante tempo, e pessoalmente desde 2005, mas mesmo sempre de longe, ele foi uma das pessoas que mais influenciou no meu despertar profissional, no meu interesse pelo mundo e em tentar melhorar o mundo!

Fiquei bem empolgado com a possibilidade de sentar pra conversar com meu heroi, encarando esse “encontro” como uma oportunidade de descobrir mais sobre sua influencia em quem eu sou hoje.

Como tinha que ser, nosso encontro foi em um bar, desses bem pequenos, pouco turisticos, que servem comida barata e cerveja grande! (com direito a decoracao BEM cafona, e tudo mais!) Mesmo assim, nosso jantar foi mega especial, principalmente porque eu tive a chance de conhecer o cara que existe dentro do meu heroi, o ser humano por detras do trampo e da reputacao…

Conversamos sobre tudo… foram mais de 4 horas sentados no bar, e entre uma cerveja e outra, meio que ate em tom de confidencia, fui conhecendo o homem por detras do mito, falamos de sonhos, vontades, planos pro futuro, isso tudo era de se esperar… mas tambem falamos de medos, de frustracoes…

Acho que da pra ter uma ideia, do noh que isso dah na cabeca de qualquer pessoa, nunca imaginei que algum heroi pudesse me confidenciar seus medos! E desde quando herois tem medo!? – nessa hora me veio uma voizinha – Quais eram os medos do Gandhi!?!?

Eu tive q levantar algumas vezes para ir ao banheiro, apenas para respirar, e botar minhas ideias no lugar… Eu voltava pra mesa e dizia: “pronto, estou pronto para o proximo round!” Os assuntos nao paravam, variavam entre politica, pessoas, musica, organizacoes, nacoes unidas, djs, vegetarianismo, outros tipos de dieta…fomos do Brasil a Nova York, passamos pela India, Inglaterra, Alemanha, claro, Italia… cafes, sorvetes, o papa…. tudo tinha uma coneccao louca, e tudo parecia fazer tanto sentido….Foram tantas as fichas que cairam ao longo daquela noite, que uow… soh de lembrar ja fico cansado…

Ele acaba de sair da organizacao que fundou, e que trabalhou nos ultimos 11 anos para se dedicar a si proprio, a descobrir mais sobre quem eh, e o que ele quer fazer de sua vida, atualmente esta apenas escrevendo seu blog, e tirando um tempo para refletir…

Historia parecida? Mera semelhanca… eu fui receber esse “heads up” agora, sentando naquela mesa de bar… Eh extranho se reconhecer tanto na vida e nas ideias de uma outra pessoa…. mas ouvir sobre suas trajetorias, seus erros e seus acertos de certa forma me fez muito bem…

E toda aquela masturbacao mental, quero dizer, jantar… foi chegando ao fim num tom de conselho, a voz da experiencia falando e eu humildimente recebi-os atentamente… os conselhos foram diversos, de maneirar com o cafe, ate mesmo aumentar minhas horas de sono (parece ate que ja ouvi isso algumas vezes dos meus pais!!!!)…. tambem sobre rumos a seguir, contatos a fazer, erros a evitar… aquilo me serviu como uma aula completa!

Sai de la feliz, com uma sensacao de preenchimento incrivel… super inspirado, querendo mudar o mundo…..como eh bom falar com quem tem o que falar, como eh bom aprender tomando cerveja, como eh bom se descobrir ao descobrir o outro….
Naquela noite foi dificil conseguir durmir, um filme passava na minha cabeca, desde o grupo reticencias…ate a “volta ao mundo” e todas as outras aventuras…. de certa forma, a conversa me deu a certeza de estar no caminho certo…. e eu sigo nas buscas por mais…..

Vou terminando esse post com a esperanca de mais aprendizados de mesa de bar, e com a certeza, de que os herois de verdade, sao os que sao feitos de carne, osso e vida….

Ps: demais updates do dia…
1- Saiu a cartinha maldita da minha cidadania, essa semana mesmo farei a residencia, enfim, o processo esta andando.
2- O Paul, Paul Raj, aquele indiano da materia que eu escrevi, que morava comigo, finalmente deu sinal de vida.. ele tentou se comunicar comigo hoje pela manha, e enviou uma foto nossa dos tempos de PCI… a manha toda foi uma loucura para conseguirmos nos comunicar… nos falamos rapidamente, ele esta se recuperando de uma “tragedia” (da qual nao temos nenhuma informacao) esta hospitalizado, se tratando de uma doenca (que tbm nao entendemos o que seja) mas esta fora de perigo e como ele disse “voltando a vida”…. prometeu que me escreve amanha contando tudo…. dedos cruzados!!!!
3- Cortei o dedo, praticamente tirei um bife… e ta doendo pakas…. digitar esse texto foi no minimo doloroso, mas eu precisava compartilhar o que rolou no ultimo finde e as pessoas nao paravam de cobrar a atualizacao do blog.
4- Minha maquina fotografica quebrou… por isso NO PHOTOS por um tempo…..

(Des)(Re)Construindo a Identidade em um Bule de Café

Bem, como a maioria sabe, este blog eh um projeto que tem seus altos e baixos.

Foi comecado em 2002 sem pretencoes nenhumas, alem de compartilhar de forma simples curta e grossa um pouco do meu dia a dia, aos 16 anos, e falar sobre o que estava rolando no cena jovem pelo Brasil.

Ele teve um pico alto, chegando a ter mais de 3 mil acessos diarios em 2003, ainda com o nome de “Mundo do Johnny”, com direito a apelo na revista Capricho para que eu atualiza-se o pobre blog que ficou umas semanas abandonado em meio a correria!

Teve ate, no final do mesmo ano, uma epoca inusitada que o blog funcionava na forma de “foto-novela” cuidadozamente produzida com ajuda da Lu e da Luli minhas parceiras de crime e aventuras, inclusive nessa epoca rolaram as loucas historias dos meninos perdidos sem-nocao! (haha.. bons tempos aquele!)

Aos poucos a rotina e o dia a dia foram ficando corridos demais, e como a minha vontade de escrever era inversamente proporcional a minha capacidade de encontrar horas livres no meu dia, minhas atualizacoes foram ficando mais raras, e depois de 2005, praticamente inexistentes.

Nesse mesmo periodo, embarquei numa aventura para as terras distantes, onde vivenciei pouco mais do que dois loucos anos de vivencias, experimentacoes, erros, acertos, decepcoes, paixoes, reflexoes… poderia ficar horas aqui tentando resumir em palavras o que esta absurda exposicao cultural, que me tomou de forma violenta representou para a (des/re)construcao da minha identidade.

A (des/re)construcao do meu Eu (ou quem eu acreditava ser Eu!) nao foi em nenhum momento facil, nem foi algo que eu planejei fazer, sair da minha zona de conforto era algo estranho, me deixava com o estomago embrulhado, uma extranha sensacao de perda de controle que deixa um gosto azedo na boca e uma impotencia sem explicacao.

Apesar de doloroso, tudo isso foi bom! (nao, isso nao tem haver com tendencias masoquistas!) Tudo isso me fez questionar valores, meus proprios pre-conceitos, questionar o que eh? E porque eh? Estranho foi perceber que nao tenho essas respostasa… ou melhor, talves elas ate existam, mas nem sempre fazem sentido – assim como este texto/divagacao pode nao fazer sentido nenhum para voce.

Essa exposicao aconteceu de forma um tanto quanto inexperada, em questao de mes, estava com as malas prontas, mudando para um lugar desconhecido, disposto a desbravar as maravilhas do mundo… me armei de energias positivas, coloquei um sorriso sonhador na cara, e embarquei tentando convencer a todos e a mim mesmo de que eu sabia o que estava fazendo. Na verdade eu nao fazia ideia.

Uma vez de malas prontas, entrei em um caminho sem volta… nesse caminho me perdi por momentos que se confundem por esses incontaveis lugares que passei. Foram mais de 900 dias, 24 paises, inumeros idiomas, grandes desafios, milhares de pessoas, muitos amigos, alguns amores, algumas decepcoes, varios lugares tristes, turisticos, desafiadores e especiais, sabores picantes, amargos, doces e com gosto de quero mais! Viagens de carro, de aviao, de trem, de barco, de navio, ate de caiaque, balsa, helicoptero, bicicleta, caminhao, carroca, CARONA! e eh claro, sem contar as longas horas de caminhada apeh….

Enfim, depois de um “estupro cultural” como o que eu fui violentamente submetido, seria impossivel seguir com minha rotina de tempos atras, quando eu tinha vergonha de falar em publico, odiava qualquer lingua extrangeira, ia da casa para a escola, sabia toda a programacao infantil da TV, e acreditava que o mundo era tao grande quanto a distancia de Santos a Botucatu (mais ou menos 3 hrs de carro!!!).

Acho que nao da muito pra explicar o que isso significou pra mim… e de certa forma, eu me frustro em nao poder compartilhar dessa experiencia louca. Por isso um blog!

Porem o tal blog do “Mundo do Johnny” que tinha uma despretenciosa ambicao em ser apenas um diario virtual cresceu comigo. Seis anos se passaram, e hoje ele funciona como um recurso, uma ferramenta para construir, descontruir, e claro, reconstruir um pouco da minha identidade. Para mim ele me serve para desabafar, para tentar dividir um pouco disso tudo, das coisas que vejo, das coisas que sinto, que experimento, e ate mesmo das coisas que eu nao entendo, como eh o caso com este bule de cafe!!!

Depois de algumas horas na Italia, ja acomodado em meu novo apartamento, em meio a uma rodinha de “entrevista” com meus flatmates (companheiros de apartamento) veio a pergunta de forma direta e apreensiva.

– “Voce sabe fazer cafe?!”

Fiquei meio sem graca, nao sabia direito o que responder, pra mim cafe eh cafe, poe-se no coador, agua quente e esta pronto! Ou mais simples, usa-se o cafe soluvel, mas por algum motivo, senti que eles esperavam mais, eu sabia que isso nao era exatamente o que eles gostariam de ouvir.

– Sei! Quer dizer, nao sei! Acho, sei la… que tipo de cafe!? – respondi meio inseguro

No mesmo momento, os tres: Francesco (Frasko), Matteo e Mauro me olharam com um olhar de reprovacao, levantaram e foram ate a cozinha. Sem saber direito o que fazer, fui atras, tentando entender o que se passava.

Fui introduzido entao ao Bule de Cafe Italiano!


Eis que parece uma misteriosa e magica engenhoca…. parece simples, como se fosse uma jarra de metal, soh que ela tem dois compartimentos. O de baixo, voce destarracha e completa com agua, em cima, voce coloca uma pecinha que parece um ralo e coloca o cafe em cima (faz uma montanhinha! – como eles mandaram!), dai atarracha a parte de superior do artefato esmagando o po de cafe, a parte de cima tem forma de jarra, mas no meio tem um caninho com um furo (parece aquelas formas de bolo que tem um furo no meio, sabe?!). Enfim, depois de tudo devidamente atarrachado, coloca-se o bule no fogo e deixa… em um passe de magica, a agua vai comecar a borbulhar, vai pular pra cima, passando pelo poh de cafe fazendo assim o famoso cafe italiano, que fica armazenado no recipiente de cima (o que parece com a forma de bolo!)… magico nao!

Porem mais magico foi perceber o quanto esse “cafe piccolo” (vulgo cafezinho!) tras um saborzinho cultural, que misturado com duas colherinhas de “zucchero” fica perfeito para o comeco de um (re)encontro com minha identidade.

De volta as minhas raizes italianas espero encontrar um pouquinho mais de mim. Ou talves tudo, ou talves nada…. nao importa, estou de peito aberto para o que esta por vir…

E que venha tudo… e muito mais!

Prometo atualizar este blog frequentemente, agora estou com mais tempo para me dedicar a isso… ate a proxima atualizacao…

Ciao